O caminho é um estado permanente de consciência do agora, vibrando em sintonia com o todo universal. 
A Inveja

A inveja não é você querer o que o outro tem (isso é a cobiça), mas querer que ele não tenha, ter desgosto ou pesar pelo bem ou pela felicidade de outrem, é essa a grande tragédia do invejoso.A Inveja é o tema desta breve mensagem. Ela é um dos muitos frutos da natureza humana.
a inveja e universalA inveja produz profundas lesões na vida espiritual, tão sérias a ponto de causar graves danos no nosso dia-a-dia, com repercursões no nosso Destino (Karma).
A inveja morde quem está próximo (tanto que o seu símbolo é a serpente), e quanto mais enclausurado for o meio, o local de trabalho, a família, a vizinhança, maior a probabilidade de ela «atacar».

O Invejoso: a pessoa deixa de realizar o seu potencial, consumida que fica pela inveja. E quase sempre a razão da inveja é imaginária, porque, como a inveja traz esse sentimento de inferioridade, você sente-se o pior dos seres, o mais desprotegido, o mais carente de qualidade.
Falar das imperfeições e defeitos dos outros é o modo mais banal (e cobarde) de invejar.
À falta de as pessoas terem coragem para afirmar que se julgam melhores que «este» ou «aquele», insinuam-no, de forma (supostamente) modesta, para, assim, sobressairem sobre eles.

De onde surge a Inveja?

A inveja é construída em cima de raiva e frustração. O invejoso sente-se fracassado em determinadas áreas da vida e, para não sentir raiva de si mesmo, transfere esse ódio para o sucesso do outro.
A inveja aparece em grupos de pessoas que estão próximas, seja uma família ou um escritório. Sentimos inveja de pessoas que estão ao nosso lado e que nos lembram de uma forma ou de outra que não estamos conseguindo atingir as nossas metas de vida.
É mais raro sentir inveja de uma celebridade, por exemplo.
Achar que os invejados são sempre as vítimas é um erro. A inveja nasce de uma relação e muitas vezes, mesmo inconscientemente provocamos este sentimento, seja desvalorizando o esforço do outro, seja evocando sem parar nossas conquistas.
Os que gostam de provocar inveja geralmente possuem um certo sentimento de inferioridade: vangloriar-se de algo é uma tentativa de se valorizar diante do outro e isso causa inveja.

A inveja é sempre igual?

Existem três tipos de inveja. O primeiro deles é a inveja autodestrutiva. É quando nos sentimos inferiores diante da aparência ou conquista de outras pessoas. Quando nos sentimos incapazes e pobres por viajarmos de autocarro enquanto o nosso vizinho vai de automóvel, por exemplo.
inveja criativaO segundo tipo, o mais grave, é a inveja patológica, aquela que nos faz querer destruir aquele que invejamos. A primeira manifestação de Inveja patológica, está documentada na Bíblia quando a amizade de Abel com Deus, leva Caim ao desespero e ao assassínio do próprio irmão. 
O terceiro tipo é a inveja criativa que você sente e usa para conquistar o que deseja. Em vez de odiar o outro pelo que ele tem, tente encará-lo como um exemplo a ser seguido. Por exemplo: um aluno conseguiu as melhores notas na disciplina. A Inveja pode ajudar a melhorar as suas notas para superar o outro.

O que fazer com a inveja que eu sinto?

Transformar a inveja que você sente em algo positivo é mais fácil do que imagina. Primeiro, tente observar o que você gosta na pessoa que inveja: é a aparência? O cargo? A família? Amigos?
Depois dessa análise, será que não exagerou na idealização dessa pessoa? Coloque o alvo da sua inveja em perspectiva. Costumamos idealizar a vida das pessoas que invejamos e ao analisarmos friamente a situação, veremos que ela não é tão cor-de-rosa assim, que existem dificuldades, problemas.

É preciso também valorizar mais o que temos. Quando sentimos inveja, ampliamos a figura da pessoa e diminuímos tudo que temos e conquistamos.
É preciso equilibrar isso. Nem a pessoa que invejamos está num pedestal, nem você no buraco. Quando as dificuldades em deixar de ser invejoso são superiores à vontade da pessoa é necessário procurar ajuda.

A inveja produz perda de auto-estima, de amor, de afeto e torna-se necessário curá-la. Somos humanos sujeitos às inclinações da carne (natureza humana), que insiste em contrariar as ações definidas pelo Espírito como saudáveis à nossa vida espiritual.
É a eterna luta entre a carne e o Espírito. Os dois não são inimigos, e por isso é necessário fazer um trabalho de harmonização para que ser Invejoso deixe de fazer parte das nossas vidas e possamos recuperar a vontade própria e capacidade de conseguir atingir uma vida melhor.

E quando as pessoas me invejam?

invejaSe você acha que é alvo de inveja, deve fugir dos olhos do invejoso, evitar que o seu olhar caia sobre as sua acções. Quem nos inveja olha-nos com maus olhos.

Quando a podridão da inveja corrompe o coração já vencido, os próprios sinais exteriores indicam quão gravemente o desvario instiga o ânimo: o rosto empalidece, os olhos abatem-se, a mente inflama-se, os membros esfriam, a imaginação enraivece-se e os dentes rangem.

A Inveja é uma das causas dos fracassos que acontecem na nossa vida. O Invejoso quer evitar que você tenha sucesso, quer evitar que você seja feliz. A carga de energias negativas que o invejoso descarrega sobre si fá-lo sentir-se fraco, fá-lo sentir-se incomodado no seu local de trabalho, fá-lo sentir-se mal quando está em casa

.Você não consegue desfrutar dos bens que possui, não consegue disfrutar da família. O Invejoso lança sobre o objecto que inveja uma energia negativa que consome. Quanto menor o bem, tanto maior a monstruosidade do pecado da Inveja.

Existem pessoas que invejam os brincos da colega de trabalho, a cor dos olhos do vizinho, a felicidade de um primo que conseguiu mudar os móveis da casa. Invejam o colega que ganha um salário melhor, ou tem um carro mais caro ou uma mulher mais bonita...
Ora, o bem das coisas exteriores (que o dinheiro pode comprar) é o ínfimo entre os bens humanos: é menor que os bens do corpo, que são menores que os bens da alma, que são menores que o bem divino. Quanto mais precioso é o que nos invejam, mais a nossa vida pode ser corrompida e destruida pelo invejoso.

caimEntre os sete pecados capitais, a inveja talvez seja o mais comum...e o mais perigoso para os relacionamentos. A Inveja pode levar ao homicidio, ao roubo à agressão, à mentira. O Invejoso tudo fará para o destruir.É por isso que nos devemos proteger da Inveja.
Uma protecção mistica que nos torne imunes à energia negativa da Inveja. E não só quando somos vítimas desta energia.

Devemos proteger-nos ainda antes de podermos tornar-nos vítimas de alguém. Quando vamos iniciar um negócio, quando nos vamos casar, quando nos preparamos para comprar algo que nos custou tanto a conquistar. Em todas estas situações devemos proteger-nos contra a Inveja.
Prevenir antes de sermos vítimas de inveja é mais fácil porque trabalhamos apenas com a energia da pessoa que quer ser protegida. É menos doloroso.

A Inveja é um dos sentimentos que pode causar as maiores dores no ser humano. Quando somos vítimas de Inveja a nossa vida anda descontrolada, sentimo-nos  debaixo do efeito de uma imensa energia negativa.

Tratar as vítimas de Inveja é mais doloroso, pois temos que afastar essa energia negativa antes de podermos proteger a vítima e os seus bens. Se a razão da Inveja tem a ver com a felicidade, o amor ou a saúde é ainda mais difícil tratar a vítima pois esta está corrompida pela maleita da Inveja.

Por vezes são necessárias intervenções e rituais poderosos que poderão ter alguns edeitos secundários.
Tal como em outras situações da nossa vida a prevenção contra a Inveja ou combater a Inveja logo aos primeiros sintomas é a melhor atitude a tomar.
Cortar pela raíz um problema é sempre mais fácil quando ele ainda é pequeno.

a inveja tem sono leveLembre-se que o  invejoso é capaz de boicotar, de mentir, de fazer armadilhas, a fim de destruir o outro.

Tenha atenção aos seu relacionamentos. As pessoas confessam ódio, medo, ciúme, tristeza. Inveja, nunca! A inveja admitida se transmutaria em competição franca ou em desistência resignada.

A inveja é o único sentimento que se alimenta da sua própria ocultação. A melhor solução está na forma de encarar a inveja: se sente forças e coragem enfrente o Invejoso e pergunte-lhe porque lhe quer tanto mal. Que bem possui você para ele o Invejar tanto. Mas, atenção, não subestime o poder da energia negativa da Inveja.

A sensibilidade do Criador faz-nos sentir a Inveja  ainda no seu inicio, e cabe a nós a responsabilidade de não deixarmos que cresça e floresça na vida. Previnam-se e protegam a vossa vida e os vossos bens antes de serem vítimas de Inveja.